Política

Secom-AL se retrata após acusar político de divulgar fake news


Fonte: Gazetaweb

23/06/2020 13h20

Após acusação pública do Governo de Alagoas, exposta em um post em sua rede social oficial, onde apontava que o deputado Davi Maia (DEM/AL) havia propagado fake news ao denunciar ingerência no Laboratório Central de Saúde Pública de Alagoas (Lacen/AL), a Secretaria de Comunicação (Secom) teve de se retratar publicamente nessa segunda-feira (22), utilizando-se da mesma plataforma. 

Em abril deste ano, Maia apresentou uma série de denúncias sobre ingerência no Lacen. O deputado denunciou nepotismo, que foi comprovado com documentos oficiais; lista de prioridades para realização de testes de Covid; falta de kit para testes; e outras falhas.

Durante sessão plenária da Assembleia Legislativa (ALE) desta terça-feira (23), o deputador discorreu sobre o ocorrido, afirmando ter sido vítima de uma "jagunçada digital", e caracterizou o momento como um ataque institucional. 

"Fui alvo de ataques por uma 'jagunçada digital', que foram instruídos e direcionados. O que mais me doeu foram os 15 segundos no Instagram oficial do Governo do Estado de Alagoas. Foi um ataque institucional e, também, contra todo o parlamento", disse o deputado. 

Em seu discurso, Davi acrescentou ter sido um dos momentos mais difíceis vividos por ele e cobrou retratação dos deputados da Casa que, também, desferiram ataques em razão das denúncias. 

"É como uma cicatriz de guerra, portanto, irei emoldurar a retratação e deixar exposta. Este foi um dos momentos mais difíceis vividos por mim e quero cobrar, também, retratação dos deputados desta Casa pelas palavras deferidas", disse o deputado.

Em aparte, o deputado Silvio Camelo (PV/AL) enalteceu o papel da oposição na Assembleia Legislativa, mas cobrou, também, retratação do deputado Davi Maia, por acusações, que, segundo ele, não foram provadas. 

"Sempre enalteci o papel da oposição nesta Casa, acredito que a efervescência do Poder Legislativo vem do debate. Vamos aqui, cobrar, também, algumas retratações. Técnicos do Lacen se sentiram atingidos pela denúncia de que muitos deles não teriam competência suficiente para realização dos exames", apontou Silvio Camelo.

Em resposta, Davi Maia afirmou ter feito retratação quanto a estes apontamentos, com os técnicos do Laboratório Central que se sentiram atingidos, no entanto, sem fazer "menções específicas", uma vez que suas denúncias também não nomearam técnicos de forma específica e direcionada. 

O deputado afirmou, ainda, ter entrado com processo judicial contra o Governo do Estado, onde pedia exatamente a retratação pública, que já foi publicada, e, também, um valor que cubra os danos morais sofridos pelo deputado, que, segundo ele, será convertido na distribuição de cestas básicas. 

Durante discurso e em aparte, Davi Maia foi saudado e felicitado por deputados da Casa, como Antônio Albuquerque (PTB/AL), Bruno Toledo (Pros/AL), Jó Pereira (MDB/AL), Galba Novaes (MDB/AL) e Cabo Bebeto (PSL/AL). 

Veja Nota: Aqui.



Compartilhe